curadoriadelivros

RESENHA: O maior tesouro (Ricardo Herrera) - Mercado Livros

Quarta-feira , 15 de Maio de 2019 15:17

CLIQUE PARA ADQUIRIR ESTA PUBLICAÇÃO

RESENHA:

LIVRO: O maior tesouro
AUTOR: Ricardo Herrera
EDITORA: Mercado Livros
PÁGINAS: 20

O tema da amizade ocupa os livros e as relações desde os tempos mais remotos. Até mesmo a Bíblia vai nos dizer que quem tem um amigo fiel, encontrou um tesouro (cf. Eclo 6,14-17).

Pois bem, uma excelente maneira de abordar essa temática com nossos pequenos é o livro O MAIOR TESOURO, escrito e ilustrado por Ricardo Herrera.

Na história, o protagonista é o duende Aitor. No reino onde Aitor vive, há uma tradição de, a cada 100 anos, todos os duendes escolhiam um novo rei para seu povo. E este novo rei seria eleito se trouxesse o maior tesouro do mundo.

Assim, Aitor sai em uma jornada em busca do maior tesouro acompanhado de seu amigo Tonho, o cisne. Juntos, eles vivem uma série de aventuras em busca desse grande tesouro, até que se depara com um grande e linda balei azul.

Aitor fica encantado e sai voando com seu amigo Tonho em busca da baleia, que é ainda mais rápida e foge dos dois. Ao longo do caminho, Tonho busca demover Aitor da ideia de perseguir a baleia e vai mostrando tantos tesouros que surgem pelo caminho, mas que Aitor acaba nem dando bola: um barco de pirata naufragado, uma cidade perdida submersa repleta de antiguidades, pérolas e corais e tantos outros.
Nada disso atraía a atenção de Aitor. Somente alcançar a baleia e pedir a ela que o acompanhasse até seu reino para contar a todos os outros duendes suas histórias e aventuras vividas. Até que Bárbara, a baleia, aceita acompanhar Aitor, Tonho e Ana, uma tartaruga gigante que acaba conhecendo e acompanhando esses aventureiros.

Chegando ao reino, aparentemente de mãos vazias, Aitor e seus companheiros percebem que o maior tesouro não está no material, nas jóias nem nada disso, mas na verdadeira amzade. Assim, Aitor vira o novo rei do seu povo e tem seus amigos por fieis conselheiros.


TRECHO: “Bárbara começou a contar histórias fantásticas, deixando todos surpresos e atentos a seus relatos. Cada dia tinha algo novo para contar aos duendes. Ana, a tartaruga, também os deixava admirados, já que nunca tinham visto nenhum animal que carregasse sua casa por todo lado” (p. 17).

MINHA OPINIÃO: Muito bacana a ideia de abordar a importância da amizade de forma tão bela, lúdica e divertida. Minha filha amou o livro. Além das ilustrações primorosas, o trabalho gráfico da Editora Mercado Livros está muito lindo! Achei fantástico!