curadoriadelivros

RESENHA: O Catecismo do Matrimônio (Pe. Joseph Hoppenot, SJ) - São João Bosco

Domingo , 09 de Junho de 2019 14:01

CLIQUE PARA ADQUIRIR ESTA PUBLICAÇÃO

RESENHA

LIVRO: Catecismo do Matrimônio

AUTOR: Pe. Joseph Hoppenot, SJ

EDITORA: São João Bosco

PÁGINAS: 178

 

Com uma visão espiritual dos acontecimentos contemporâneos, é possível percebermos o cumprimento dos escritos da Irmã Lúcia, particularmente, no que refere ao Terceiro Segredo de Fátima. Em seus escritos, Irmã Lúcia diz que a última investida do maligno será contra a família.


De fato, a tamanha confusão que as famílias, os matrimônios, nossas crianças e jovens tem se visto envoltos é uma sustentação desse mal.


Por isso, foi muito corajoso e apropriado a Editora São João Bosco apresentar aos leitores brasileiros – particularmente, os católicos – e publicar o livro CATECISMO DO MATRIMÔNIO, do sacerdote jesuíta francês, Pe. Joseph Hoppenot (1856-1909).


O livro é divido em duas partes e faz jus ao título, isto é, traz uma linguagem simples, acessível, ao mesmo tempo, profundo e muito bem fundamentado na Doutrina Católica. O estilo catequético está presente, ainda, no estilo de redação do texto, em forma de perguntas e respostas.


Na primeira parte do livro, o Pe. Hoppenot apresenta uma espécie de histórico do matrimônio, falando do casamento primitivo, avançando para a noção de matrimônio enquanto sacramento, sobre a diferenciação das cerimônias de casamento civil e do casamento religioso. Também aborda a questão da união dos esposos e da indissolubilidade do matrimônio.


Na segunda parte, o autor trata questões bem práticas do cotidiano dos esposos, desde a escolha do cônjuge, idade para contrair matrimônio, preparação para o casamento, deveres dos pais e filhos e assim por diante.


Longe de ser um mero código moralizante, muito menos algo reacionário, o CATECISMO DO MATRIMÔNIO resgata o real valor do matrimônio entres esposos cristãos católicos, elevando às alturas esta sublime vocação que, em conjunto com o sacramento da Ordem, realiza uma nova sociedade, civilização do amor, como sinal e fermento do Reino aqui na Terra.


O livro é, ainda, uma verdadeira orientação dessa batalha espiritual pela qual passam a famílias, já naquele tempo, hoje também não é diferente a crise de valores, derrubamento da autoridade dos pais, relaxamento na educação dos filhos, falta de amor e diálogo entre os esposos, falta de compreensão da graça que é o sacramento do matrimônio.

 

TRECHO:Que o casamento seja cercado de honra e o leito nupcial seja imaculado” (p. 178).

 

MINHA OPINIÃO: Excelente trabalho da Editora São João Bosco no resgate de preciosas obras da tradição católica. Este livro já centenário traz tamanha urgência para reposicionar o valor da família e do matrimônio no seu devido lugar. Muito bom! ★★★★