curadoriadelivros

RESENHA: Trabalho e Espiritualidade (A. Grün | F. Assländer) - Vozes

Quinta-feira , 13 de Junho de 2019 23:51

CLIQUE PARA ADQUIRIR ESTA PUBLICAÇÃO

RESENHA

LIVRO: Trabalho e espiritualidade: como dar novo sentido à vida profissional

AUTOR: Anselm Grün | Friedrich Assländer

EDITORA: Vozes

PÁGINAS: 183

 

Já há muito acompanho as publicações do monge beneditino Pe. Anselm Grün. Em particular, destaco os livros que ele tem escrito sobre liderança, gestão de tempo e desenvolvimento pessoal e profissional. Alguns mesmo com esta parceria de escrita com o psicólogo e economista Friedrich Assländer.

 

O título me chamou a atenção logo de saída, pois esta temática de colocar em relação trabalho e espiritualidade ocupa, há muito, minhas reflexões, interesses, leituras e escritos.

 

Para muitas pessoas, o trabalho é meramente um modo pelo qual se ganha dinheiro, “o pão de cada dia”. Mas, para além desta realidade legítima, também o trabalho pode agregar como um conteúdo dos mais centrais de existência. A realização no âmbito profissional, em contrapartida, também costuma aparecer acompanhada de muita pressão para obter êxito, resultados e de construir-se uma carreira de sucesso.

 

Não deveriam parecer excludentes as realidades da atividade laboral e espiritual. É possível haver conciliação entre alguém que trabalha muito e, ao mesmo tempo, poder ser uma pessoa espiritual. Também o contrario: alguém com uma espiritualidade profunda não se exclui de ser um profissional de excelência.

 

Nesta intenção, o monge e o psicólogo demonstram em seu livro que a relação entre a oração e o trabalho pode funcionar muito bem e que a pessoa espiritual sabe encontrar e dar sentido à sua profissão, sendo livre do desejo desenfreado de construir uma carreira, alcançar êxito a todo custo. É necessário estabelecer um vinculo saudável entre espiritualidade e trabalho.

 

Bem ao estilo de outras publicações dos dois autores, esse livro também é muito rico em exemplos, exercício e indicações práticas, ajudando a experimentar o trabalho como participação até mesmo da força criadora de Deus, como um enriquecimento da pessoa que converte em bênção para si e para os outros.

 

TRECHO:Ao concebermos espiritualidade como atitude espiritual, chegamos a questões como: Com que atitude espiritual realizamos nosso trabalho? Somos guiados por um espírito salutar, um espírito de amor? Ou impelidos por momentos ou hábitos não salutares, como a cobiça ou o egoísmo?” (p. 95).

 

MINHA OPINIÃO: Este livro é de grande ajuda e de leitura necessária nesse tempo em que se faz mais e mais necessário estabelecer um vínculo entre a espiritualidade e o trabalho. É uma bela forma de atualizar e sintetizar a célebre recomendação do grande São Bento: Ora et Labora. Ora e Trabalha. É um verdadeiro manual que nos indica não apenas a importância de “ganhar o pão”, mas, principalmente, “ganhar o céu”. Muito bom! ★★★★